Onde é minha cidade?

A chamada foi para um vídeo ” de sua cidade” onde deverá aparecer você é um local que identifique sua cidade . O vídeo deverá cursar em 15 segundos e o assunto é o que você espera para o Brasil nas próximas eleições .

Prestei atenção a chamada e comecei a rir. Eu não posso fazer este vídeo. Eu desconheço a cidade que pertenço. Não há nenhuma identidade com a que nasci- Sobralia,MG.

A infância belíssima sem traumas com educação pública esmerada em uma cidade quente em temperatura e amizade com calçadas de 5 metros e ruas largas- Governador Valadares, MG.

A puberdade e adolescência escondida em colégio e conventos de freiras trancafiada entre muros de 6 metros de altura com limo, missa em latim com duração de 1 hora as 5 da manhã. Itambacuri,MG e depois Manhumirim,MG.

Nunca mais as vi

Rio ah o Rio 40 graus. Muito tempo. Uma vida semelhante ao curso de eletromiografia do Dr. Eneas , altos e baixos em amplos sentidos, arrítmico mas , contudo, todavia: vida. A fazer um vídeo seria, teria de ser o Rio e no Rio com passagens por incontáveis bairros.

Agora aqui – Santa Teresa,ES. Decretada recentemente como a cidade pioneira da imigração italiana no Brasil. Eu odeio os imigrantes dos quais minha oriunda família foi uma das fundadoras mas eu odeio. Se voltasse no tempo naquele carro de volta para o ” passado” pegaria pelo pescoço os que vieram da Itália, Inglaterra e Alemanha. Mas vá ter pouca sorte assim: vieram parar aqui. O berço ( do hino) é esplêndido . Adoram folgas, feriados e horários curtos para tudo que se refira a trabalho. Não aqui não é a cidade a se e me encontrar.

Agora falar o que queremos para o Brasil fica fácil: quero que dê certo! Porque não vingamos . Quero ser como a Austrália que foi povoada com a escória do povo inglês e hoje abaixo do equador é primeiro mundo. Quero a Coreia do Sul, dizimada por guerra e hoje potência mundial com jovens disputando e entrando nas principais universidades do mundo com povos educados e corteses. E isto em 50 anos!

Temos 517 anos e não sabemos eleger. Este é o período da troca de voto por tudo que possa imaginar e desde instituída a república é o momento de ” se dar bem”. E a moeda de troca e promessas continuam as mesmas nos palanques e agora redes sociais: educação e saúde . E vamos continuar a rir , ensaiem que vem ,a gargalhada que os exemplos citados quer sejam em 500 ou 600 anos ou apenas 50 sabiam( todos elucidados e de bom alvitre , sabem) serem ambas, educação e saúde a base de um país respeitado e inspirador mas não para enredo de escola de samba.

Eu quero mas estou de saída . E estando só posso reiterar o hino perfeito que possuímos : deitado eternamente em berço esplêndido , sim, lindo o país mas imigrante ou não eita povinho adormecido, alienado, imbecil e burro .

Autor: betaniasemh

Professora universitária pela UERJ e médica do Hospital Federal Cardoso Fontes/ Rio de Janeiro duração : 35 anos aposentada 65 anos. Solteira, sem filhos. Viagens, arte, música e escrever são minhas predileções atuais não deixando de forma alguma a medicina agora como um fator de ajuda a necessitados. A paixão por escrever sobre os mais variados assuntos me moveu até aqui.( Ler é vestir a alma, escrever é despi-la) Resido atualmente na região serrana do estado do Espírito Santo na cidade de Santa Teresa colonização italiana e alemã.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s