O peixinho de nosso aquário III

Aprendemos diuturnamente a adivinhar Agatha. Sem referência médica aprendemos através de alguns compartilhamentos com outros pais e afins dialogando e trocando experiências e expondo nossa completa ignorância em sabê-la amanhã . Nada, mas nada pode ser ou soube ser tão nosso quanto a escola em que ela se transformou .

Com o passar de dias, anos, cirurgias, tentativa de tratamento nos EUA e o visto negado e experimento de incontáveis medicamentos fez-se notar o retardo mental que não obedecia ao comumente observado e sim podendo ser ” mensurado” em anos ou seja se a idade cronológica fosse 8 a mental seria aproximadamente de 2 e em assim sendo ela se dirigia as crianças da idade mental dela e foi extremamente cruel ver com Agatha e apontando para Agatha a ” verdade dos infantes”. Ela , óbvio , não entendia porque as crianças corriam dela ou apontando para ela eram puxados para longe pelos pais. A mancha de vinho do Porto, embora não seja rugosa em um rosto em crescimento realmente lhe era traiçoeira e horrorosa de se ver. Usualmente isto ocorria quando estava em shopping e portanto fora de sua cidade natal qual seja , Santa Teresa; ES.

Nascer na pequena e adorável cidade foi desafio para o tratamento mas compensador pela compreensão de toda uma população porque todos a conhecem e acompanham e seus filhos foram ensinados a conviver, viver com e respeitar Agatha e isto é de uma beleza que faz de Santa o lugar onde ela, que sai para vários locais, se torne a ela referência com sua assertiva predileta: eu não moro aqui! eu moro em Santa Teresa e é para lá que eu quero ir!

Durante muitos anos ela morou e depois passava o dia com a avó materna tendo esta se tornado referência de um amor que até os dias de hoje ela externa com palavras e olhar quando a ela se refere.

Por volta de seus 11 anos veio a pergunta: – mãe porque eu tenho duas cores? logo a seguir: – mãe porque eu não sou igual às outras crianças? A mãe ou a babá desconversando ou distraindo conseguiam contornar . Em uma das vezes que vieram ao Rio fomos almoçar em um shopping e ao final enquanto aguardávamos pela mãe eu vi vários aquários em um outro restaurante e a ideia veio feito raio já segurando-a pela mão e lhe mostrando ( é sempre preciso persistência para fazê-la prestar atenção) o aquário.

Agatha o que você está vendo ?

Peixinho , tia.

Que cor tem o ou os peixinhos?

Tem amarelo, azul…

Mas eles são todos de uma só cor?

Não, eles têm mais de uma .

Você os acha bonitos?

Sim, muito .

Tem mais gente admirando os peixinhos? ( intencionalmente mostrei outras pessoas olhando outros aquários)

Sim.

Quem tem mais de uma cor, Agatha?

Depois de milésimos de segundo que me pareceram séculos ela afirma:

Eu, tia.

Ora então você é tão linda quanto os peixinhos de aquário não acha? Ou melhor você , por ser linda como eles , é um deles não ?

Ela ficou e se tornou deste dia em diante feliz. Qualquer criança que a pergunte porque tem duas cores não há mais vacilo: porque eu sou um peixinho de aquário ( a surpresa é tão grande que as crianças saem de perto)

Não me incomodo e muito menos os que a cuidam se pensam que seja ” louca” ou não. A importância de olhar e ver dentro dela a felicidade em ser linda me é muito mais gratificante

Nunca mais, até o momento, questionou a mãe ou a qualquer pessoa sobre sua ” diferença'”.

Autor: betaniasemh

Professora universitária pela UERJ e médica do Hospital Federal Cardoso Fontes/ Rio de Janeiro duração : 35 anos aposentada 65 anos. Solteira, sem filhos. Viagens, arte, música e escrever são minhas predileções atuais não deixando de forma alguma a medicina agora como um fator de ajuda a necessitados. A paixão por escrever sobre os mais variados assuntos me moveu até aqui.( Ler é vestir a alma, escrever é despi-la) Resido atualmente na região serrana do estado do Espírito Santo na cidade de Santa Teresa colonização italiana e alemã.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s