Uma linda menina

Os cabelos louros naturais iam até sua cintura , empunhava o celular mas com respeito a figura da doutora a sua frente . Da olhava quando feita uma pergunta ela ia em suas anotações , tem 11 aninhos, os olhos azuis como o mar do Caribe ,atentos a mim e atenciosos a avó que ela trouxe pela mão . Eu a amei pela diferença que fez de crianças ou pré-adolescente atuais : educada, carinhosa, atenciosa com a vovó dela.

Todas as orientações passadas ela as anotou permitindo a mim descanso já na 16 consulta , mencionados exercícios de alongamento eu mostrei alguns que havia separado para exemplificar aos que dele precisam e não têm condições financeiras de ou recorrer ao delicioso pilates, a cômoda fisioterapia neste sentido claro, ou a hidroginástica. Eu lhe dei o meu celular e pedi que colocasse o nome dela nos contatos para que lhe pudesse enviar a foto e o tempo dos exercícios . Destravei o cel e ela , como se fosse parte de si, em segundos já estava com tudo pronto no dela: orientações, exercícios e se necessário fosse os medicamentos para a dor incapacitante da senhora.

Diante da queixa: ando esquecida , retruco com uma pergunta: mas se lembra logo a seguir?

Diante do sim, replico : somos duas. Acontece comigo também. E freio a enorme vontade de, novamente , discorrer sobre o processo do envelhecimento.

Dentro de um consultório pequeno demonstro a ela sob o olhar atento da vovó como fazer o alongamento e ela me segue com todo carinho e amor dedicados a senhora , anota.

Anotando no computador o que orientara para a paciente pergunto a ela: você lê? Livros que gosta? Diante do sim vem a vontade enorme da ” receita de livros recomendados a idade” e que tipo de música gosta? Sertanejo também , como a maioria de sua idade? Ante a surpreendente resposta que não volto a olhar a pequena grande mulher diante de mim: ainda há esperança ! Estuda? Sim! E corresponde pela primeira vez ao que atualmente se equivale a primeira série ginasial feita por mim àquela idade.

Não resisti: você gostaria de que está tivó aqui lhe recomendasse alguns livros? Sim! E lá vou eu falar sobre os ” básicos” dizendo que já tendo o meu contato possa fazer questionamentos ou dirimir dúvidas sobre trechos ou assertivas não compreendidas.

A vovó, em seus 71 anos, pergunta qual a minha idade e diante da colocação seguinte após eu ter respondido: apenas 5 a menos que a senhora , fica olhando e ” talvez ” se perguntando onde é em que momento ela, a senhora, passou a se sentir dependente e muito idosa aos 71 .

O ” Não parece” seguido de 10 anos a menos auferidos a minha pessoa retruco que entendo o porque da linda menina amá-la : gentil que é. Só me furto de dizer a ela que há muito e depois de ” cada um de nós compõe a sua história e cada ser é capaz de ser feliz” , agradecer a presença, elogiar ” minha auxiliar” que não perde uma palavra do que digo reiterar que a única e substancial ” coisa” que não se compra é saúde e que eu detesto remédios e os prescrevo só se estritamente necessários mas demoro muito em consultar por não medicar apostar na prevenção .

Minha linda menina , em todos os sentidos, será uma mulher admirável assim continuando .

Amei tê-la tudo ao lado e pela primeira vez em 66 anos de cronologia e 40 , no mínimo, de medicina questionei minha tão reiterada decisão de não ter tido filhos . Resta a mim , procurar ( aliás já tenho ideia de onde, preço) uma casa de repouso quando assim for . Não tendo a neta que cuida de tudo me resta a cuidadora.

Sem amarguras ok?

Anúncios

Autor: betaniasemh

Professora universitária pela UERJ e médica do Hospital Federal Cardoso Fontes/ Rio de Janeiro duração : 35 anos aposentada 65 anos. Solteira, sem filhos. Viagens, arte, música e escrever são minhas predileções atuais não deixando de forma alguma a medicina agora como um fator de ajuda a necessitados. A paixão por escrever sobre os mais variados assuntos me moveu até aqui.( Ler é vestir a alma, escrever é despi-la) Resido atualmente na região serrana do estado do Espírito Santo na cidade de Santa Teresa colonização italiana e alemã.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s