A voz arfante a dor visível aos olhos de uma médica filha, a preocupação com a dor visível pela lucidez de sua fez, a ansiedade em que a cineangiocoronatiografia odtrasse o que doía fisicamente a ele o cuidado de Marcia Baldanza em ” acalmar” a mestre literalmente reduzida assim digamos a filha, apenas e somente a filha angustiadamente em ver aquela enormidade de xemplo de ética , bom senso, amor ao próximo sempre sempre independendo de suas condições morais, cívicas, financeiras e ou sociais. A busca pelo conforto de sua espera , a providência diante da dor que o transtornava e a linda beleza de sua ” tentativa” em acalmar nunca em nenhum momento.a si próprio mas a filha a qual.bela ele lua a apreensão por ele: lívido pela dor, imóvel pela incompetência em lidar com momento extremamente difícil e as palavras que saíam devagar , pausadas na tentativa de acalmar reitero não a si mas a filha: calma filha: vai dar tudo certo, eu estou melhor agora sabendo.esyar aqui com você aos seus cuidados e de seus colegas! O pai! com agradecer , através de você a todos que renunciam a si próprios, a imensurável dor de um preste infarto para acalmar a filha médica , vista como competente, arguta, mestre, orientadora mas absurdamente perdida ao vê-lo sofrendo ( dor física) e quando percebeu ( rápido) que suas palavras não me tornavam calma findou indo para o exame que o levou diretamente a mesa cirúrgica: filha : já tive dores neste coração que sequer se aproximam a esta: calma sim? Não sei onde está pai ou sequer se está mas cara saiba de uma coisa sentimento ou sei lá como definir: Ah! se todos fossem iguais a você! beijos Cumprimentos a todos os pais, estes seres mesclados de todos sentimentos mas indubitavelmente únicos em algo lindo , imensurável quando dignos deste nome pai: puro amor e muita renúncia! Feliz dia entre todos os dias , dos pais!

Autor: betaniasemh

Professora universitária pela UERJ e médica do Hospital Federal Cardoso Fontes/ Rio de Janeiro duração : 35 anos aposentada 65 anos. Solteira, sem filhos. Viagens, arte, música e escrever são minhas predileções atuais não deixando de forma alguma a medicina agora como um fator de ajuda a necessitados. A paixão por escrever sobre os mais variados assuntos me moveu até aqui.( Ler é vestir a alma, escrever é despi-la) Resido atualmente na região serrana do estado do Espírito Santo na cidade de Santa Teresa colonização italiana e alemã.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s